X

Mitos E Verdades sobre a dor na Coluna Lombar.

Problemas e dores na coluna lombar são cada vez mais comuns. Segundo a Organização Mundial da Sáude, 85% da população mundial sofrem ou ainda vão sofrer com esse mal, causado principalmente por má postura, excesso de peso e sedentarismo.Embora sejam comuns, as dores na coluna lombar ainda são cercadas por alguns mitos, que listamos aqui e explicamos melhor para você.- Uma das principais causas da dor na coluna lombar é o excesso de peso.VERDADE. Por aumentar a pressão na região, o sobrepeso pode originar a dor nas costas, sobrecarregando músculos e articulações, embora nem sempre possa ser considerado um fator conclusivo.- A lombalgia pode atingir as pernas, além da região lombar.VERDADE. Como nosso corpo todo é todo interligado, isso pode acontecer. Toda a inervação sensitiva e motora dos membros inferiores nasce no plexo lombosacral, na região lombar.- Nem sempre o exame clínico é suficiente para o diagnóstico.PARCIALMENTE VERDADE. O exame clínico é fundamental para saber o que está acontecendo e é a base de qualquer diagnóstico, mas não dispensa exames de raio-x, tomografias ou ressonâncias magnéticas, que devem ser solicitados de acordo com a orientação médica.- Muitas vezes, a dor na coluna lombar sinaliza outros problemas de saúde.VERDADE. A dor nas costas costuma ter origem variada, como no aparelho urinário ou no sistema reprodutor. Há quem considere a lombalgia não uma doença, e sim um sintoma, que aponta desde disfunções na musculatura da coluna até enfermidades sérias. Se a dor persistir por mais de três dias, é importante procurar um médico.- Há dois tipos de lombalgia: a aguda e a crônica.VERDADE. A forma aguda é o famoso “mau jeito”, pois a dor é forte e aparece subitamente depois de um esforço físico. A dor crônica acomete principalmente pessoas mais velhas, com dor não tão intensa porém quase permanente.- Ficar muitas horas sentado, em frente ao computador, pode desencadear o distúrbio.VERDADE. Ficar muito tempo na mesma posição, mesmo que com a postura adequada, pode causar dor na coluna lombar. Por isso, é recomendado intercalar períodos de trabalho com pequenas caminhadas e alongamentos.- É possível tratar a dor e resolver o problema em poucos meses.MITO. O tratamento geralmente envolve diferentes áreas e mudanças de hábito, dependendo muito da vontade do próprio paciente. Para encontrar a solução, é necessário avaliar o problema específico de cada pessoa e a partir daí encontrar o tratamento indicado, que vai desde fisioterapia e exercícios físicos até cirurgia.- A atividade física é um dos melhores tratamentos para o distúrbio.VERDADE. Indivíduos que realizam atividade física de forma regular e controlada, com bom volume de massa e alongamento muscular, apresentam risco menor de desenvolver quadro de dor nas costas. As modalidades mais indicadas são as de baixo impacto, como caminhada, hidroginástica, natação, alongamento e abdominais.- Na fase aguda, o exercício físico não é indicado.VERDADE. Durante uma crise de dor, o melhor a fazer é repousar. Uma boa posição é deitar de lado, em posição fetal, com as pernas encolhidas.- É possível prevenir a lombalgia com cuidados simples no dia a dia.VERDADE. A principal delas é a correção postural, mas várias outras atitudes ajudam: evitar carregar peso; não permanecer curvado por muito tempo; quando se abaixar, flexionar os joelhos sem dobrar a coluna; evitar colchão mole ou duro demais, principalmente pessoas muito magras; prestar atenção na postura em todas as situações, como ao dirigir automóvel, por exemplo; manter um bom alongamento muscular, especialmente das pernas; para quem trabalha em pé, tomar todo o cuidado com a coluna; ao fazer exercício com peso, proteger as costas deitando ou sentando com apoio.- A disfunção acomete mais os idosos.MITO. Cada vez mais, crianças, jovens e adultos têm sofrido com o problema, apresentando intensidades diferentes, especialmente pessoas que passam muito tempo em frente ao computador, sentadas de maneira incorreta.- Dormir em colchão duro evita a dor nas costas.MITO. O recomendável é escolher um modelo adequado ao peso e a altura, firma mas não rígido, que acomode as costas de forma apropriada.- Salto alto é prejudicial à coluna e pode gerar a disfunção.VERDADE. Sapatos com salto alto exigem maior esforço da coluna para manter o equilíbrio. Paradoxalmente, sapatos sem salto algum também provocam dor na coluna lombar por exigirem trabalho extra dos músculos das pernas. O ideal é utilizar sapatos com salto de até 4 cm.- Dores por mais de três meses na coluna lombar já são consideradas crônicas.MITO. Para ser crônica, a dor precisa ocorrer por mais de seis meses, sem melhora com o tratamento.

RE:5145-SP

Conheça os nosso parceiros: