X

Hérnia de disco: Por que tratar ?

A hérnia de disco é consequência do desgaste da estrutura entre as vértebras que, na prática, funcionam como “amortecedores” naturais do impacto entre elas. Assim, quando a estrutura se desloca, acaba comprimindo os nervos da região e causando dores e até incapacidades motoras. No entanto, quando não tratada, a hérnia de disco pode causar problemas mais graves.“Ao não tratar a hérnia de disco adequadamente, além de lidar com as dores e desgastar ainda mais as vértebras, os pacientes podem sofrer com problemas decorrentes da doença. Já, quando diagnóstica - de acordo com o caso, a doença pode ser tratada por meio de fisioterapia, medicamentos (prescritos por um médico) e exercícios físicos bem orientados, como pilates e musculação”, explica Helder Montenegro, fisioterapeuta osteopata.Segundo pesquisa publicada na Revista da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos, apenas 10% das hérnias de disco necessitam de cirurgia para serem tratadas, ou seja, tratamentos convencionais como a fisioterapia, medicamentos prescritos por um médico e exercícios físicos podem solucionar 90% das hérnias.“A idade média para o aparecimento da primeira crise de dor é de aproximadamente 37 anos e pelo menos há uma década, em 76% dos casos, há antecedente de dor lombar. Com estes estudos sendo apresentados, muitos pacientes têm evitado a cirurgia no primeiro momento e buscado técnicas como a Reconstrução Músculo-Articular da Coluna Vertebral, que une o trabalho da fisioterapia manual com a tecnologia das mesas de tração e descompressão e do Stabilizer - equipamento que condiciona o paciente a usar o músculo transverso do abdômen, e exercícios de musculação”,completa Helder Montengro.

RE:5145-SP

Conheça os nosso parceiros: